É mesmo para o que for...menos para fazer negócios, ler a sina ou prescrever medicamentos...!!!!!

24
Jun 11

O meu filho , que tem 4 anos, começou a perceber que se nasce , mas também se morre, e isso desassosega-o.

Ternurentamente dei por ele lavado em lágrimas há uns dias, com o mínimo vislumbre  de perceber que um dia  pode deixar de ter pais. E é duro para uma criança perceber que não são eternos, ou feitos de uma qualquer massa que não se detiora. Eu sei-o bem, pois tive essa mesma percepção com esta idade...precisamente !

A forma como a questão é colocada é que e digna de apontamento...

- "Porque choras filho? "

- "Eu não quero que tu e o papá vão para a lua...." ( vulgo, bater a bota , na sua linguagem ...)

- "Ainda falta muito...não fiques assim..."

- "Depois quem é que me faz a papa? Eu não quero ficar sozinho..."

 

E ali naquele instante exigi-me prometer que não irei para a lua enquanto o seu pequeno coração não crescer e perceber que isto de se cá andar é fugaz....

Espero, caso um dia , antes do esperado, esteja nessa eminência, me lembrar do prometido e descer da estratosfera em mortal encarpado, e possa aterrar de novo no seu abracinho ...o abracinho que nos faz querer ser Imortais, ou melhor...que nos faz saber ter capacidade de ser Imortais ...por eles...!

publicado por mimi às 17:08

A morte é sempre motivo de dor. Quanto mais tarde se sentir melhor. O Ruben ainda hoje acha(?) que o Carlitos vive numa estrela.
a 29 de Junho de 2011 às 12:20

Junho 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
15
17
18

19
20
22
23
25

26
27
28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO